O discurso da educação ambiental em artefatos culturais da atualidade

Paula Corrêa Henning, Bárbara Hees Garré, Virginia Tavares Vieira

Resumo


O artigo pretende discutir sobre uma pesquisa em andamento que traz como objetivo investigar o discurso de Educação Ambiental em artefatos culturais da atualidade. Foram materiais recortados dos últimos quinze anos que circulam nas escolas e na sociedade de uma forma geral. Parte-se do entendimento que esses artefatos auxiliam na fabricação de um discurso que ensina os modos de ser, olhar e se comportar no ambiente em que vivemos. Para isso, após o escrutínio dos dados coletados e a partir de ferramentas da análise do discurso em Michel Foucault, “criamos” dois enunciados que dão a ver o discurso de Educação Ambiental nos artefatos culturais sob investigação, quais sejam: Terror e Medo pela perda do Planeta e Antropocentrismo. Com enunciações potentes, foi possível problematizar enunciados que sustentam e apoiam essa formação discursiva, ensinando modos corretos de ser sujeitos no mundo contemporâneo.


Palavras-chave


Educação Ambiental; Antropocentrismo; Terror e Medo.

Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.