Leadership styles of technical directors and job satisfaction of employees: a study conducted in PSSI`S of the districts of Guarda and Viseu

Susana Gomes, Paulo Pereira

Abstract


Introduction: This work is a quantitative, transversal, descriptive and correlational study.
Objectivos: The main purpose of the present study was to understand the collaborators perspective of the relationship between the leadership styles used by technical directors and job satisfaction of employees in nine Private Social Solidarity Institutions (PSSI,) in the districts of Guarda and Viseu, taking also into account the relevance of sociodemographic and professional variables in the field of job satisfaction.
Methods: The sample consists of 85 employees and the data collection instrument integrates questions of socio-demographic and professional characterization and two validated scales for assessing: i) the degree of job satisfaction in various dimensions (developed by Instituto da Segurança Social, 2007) and ii) the leadership style of the technical directors (developed by Melo, 2004), according to the perception of employees.
Results: The results indicate that the relational leadership style promotes greater satisfaction and the leadership focused on task induces lower satisfaction.
Conclusions: The hypothesis under study allows to conclude that variables: gender, type of work contract, service time and qualifications influence employee’s job satisfaction.


Keywords


PSSI’s employees; technical director; leadership style; job satisfaction

Full Text:

PDF

References


Acioly, A. (2007). Análise do estilo de liderança de gerentes de agências do Banco do Brasil e sua influência na manutenção e promoção da motivação dos funcionários (Trabalho de pós-graduação em Administração). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Florianópolis. Retrieved from http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/13934/000649699.pdf?...1

Almeida, A. (2012). Satisfação dos enfermeiros face ao estilo de liderança (Dissertação de mestrado não publicada). Instituto de Ciências da Saúde da Universidade Católica Portuguesa, Lisboa.

Amaro, H. (2007). Comportamentos organizacionais assertivos e burnout nos profissionais de enfermagem. Nursing, 221. Retrieved from http://www.forumenfermagem.org/dossier-tecnico/revistas/nursing/item/2884-comportamentoscomunicacionais-assertivos-e-burnout-nos-profissionais-de-enfermagem#.VEE1fGddWn8.

Barbosa, A., Cruz, J., Figueiredo, D. Marques, A., & Sousa, L. (2011). Cuidar de idosos com demência em instituições: Competências, dificuldades e necessidades percepcionadas pelos cuidadores formais. Psicologia, Saúde & Doenças, 12 (1), 119-129. Retrieved from http://www.scielo.gpeari.mctes.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S164500862011000100008&lng=pt&tlng=pt

Chiavenato, I. (2004). Gestão de pessoas (2.ª ed.). São Paulo: Elsevier.

Cordeiro, S., & Pereira, F. (2006).Características do trabalho, variáveis sócio-demográficas como determinantes da satisfação no trabalho na marinha portuguesa. Revista Lusófona de Humanidades e Tecnologias, América do Norte, 1. Retrieved from http://revistas.ulusofona.pt/index.php/rhumanidades/article/view/1273

Cunha, M., & Rego, A. (2003). A essência da liderança. Lisboa: RH Editora.

Cunha, M., Rego, A., Cunha, R., & Cabral-Cardoso, C. (2007). Manual de comportamento organizacional e gestão (6.ª Ed.). Lisboa: RH Editora.

Decreto-Lei n.º 172-A/2014, de 14 de novembro, Diário da República n.º 221/14 – I Série. Ministério da Solidariedade, Emprego e Segurança Social. Lisboa.

Decreto-lei n.º 119/ 83, de 25 de fevereiro, Diário de República n.º 46/83 – I Série. Ministério dos Assuntos Sociais. Lisboa.

Fernandes, J. (2011). A Gestão de recursos humanos nas organizações sem fins lucrativos: O caso da APPACDM do Porto (Dissertação de Mestrado não publicada). Faculdade de Economia, Universidade do Porto, Porto. Retrieved from http://repositorioaberto.up.pt/bitstream/10216/57294/2/AGRHnasOSFLJliaGonalvesFernandes.pdf

Figueiredo, L. (2012). A Gestão de conflitos numa organização e consequente satisfação dos colaboradores (Dissertação de Mestrado não publicada). Centro Regional de Viseu, Universidade Católica Portuguesa, Viseu.

Fortin, M. (2009). Fundamentos e etapas do processo de investigação. Loures: Lusodidacta.

Hersey, P., & Blanchard, K. (1986). Psicologia para administradores: A teoria e as técnicas da liderança situacional. São Paulo: EPU. Retrieved from http://www.livrosgratis.com.br/arquivos_livros/cp000479.pdf

Hill, M., & Hill, A. (2002). Investigação por questionário (2.ª ed.). Lisboa: Sílabo.

Instituto da Segurança Social, I.P. (2007). Questionário de avaliação da satisfação. Lar de Infância e Juventude. Retrieved November 23, 2013, from http://www4.segsocial.pt/documents/10152/13337/Lar+de+Inf%C3%A2ncia+e+Juventude_Question%C3%A1rios+de+Avalia%C3%A7%C3%A3o+da+Satisfa%C3%A7%C3%A3o

Lopes, S. (2011). Práticas de recursos humanos, perceção de cumprimento do contrato psicológico e implicação afetiva: Estudo exploratório com uma amostra de trabalhadores temporários e trabalhadores permanentes numa empresa do ramo da industria electrónica (Dissertação de Mestrado não publicada). Faculdade de Psicologia. Universidade de Lisboa, Lisboa. Retrieved from http://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/4420/1/ulfpie039545_tm.pdf

Marinha, C. (2013). A Liderança numa organização terrorista: A Al-Qaeda como estudo de caso (Dissertação de Mestrado não publicada). Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação. Universidade de Coimbra, Coimbra. Retrieved from https://estudogeral.sib.uc.pt/bitstream/10316/23285/1/Tese%20C%C3%A2ndida.pdf

Maroco, J. (2011). Análise estatística com o SPSS Statistics (5.ªed.). Pêro Pinheiro: Edições ReportNumber.

Marquese, E., & Moreno, C. (2005). Satisfação no trabalho: Uma breve revisão. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, 30 (112), 69-79.

Martinez, L. F. (2015). Breve introdução à gestão de recursos humanos. In A. I. Ferreira, L. F. Martinez, F. G. Nunes & H. Duarte (Org.), GRH para gestores (pp. 29-36). Lisboa: Editora Rh.

Martineza, M., Paraguaya, A., & Latorreb, M. (2004). Relação entre satisfação com aspectos psicossociais e saúde dos trabalhadores. Revista Saúde Pública, 38 (1), 55-61. Retrieved from http://www.scielo.br/pdf/rsp/v38n1/18452.pdf

Melo, E. (2004). Escala de avaliação do estilo gerencial (EAEG): Desenvolvimento e validação. Revista Psicologia, 4 (2), 31-62. Retrieved from http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S198466572004000200003&lng=pt&tlng=pt

Muñiz, J. (2003). Teoria clássica de los tests. Madrid: Pirâmide.

Muñiz, J., Fidalgo, A.M., García-Cueto, E., Martinez, R.J., & Moreno, R. (2005). Análisis de los ítems. Madrid: La Muralla.

Nogueira, E. (2012). Os Estilos de liderança em um grupo de micro e pequenas empresas do sector de vestuário da Cidade de Picos cuja gestão é exercida por mulheres (Monografia não publicada apresentada ao curso de Bacharelato em Administração). Campus Senador Helvídio Nunes Barros. Universidade Federal do Piauí, Brasil. Retrieved from http://www.ufpi.br/subsiteFiles/admpicos/arquivos/files/TCC%20Adm_%20Eurimar%20UFPI%202013.pdf

Nunnaly, J.C. (1978). Psychometric theory. New York: McGraw-Hill.

Observatório Nacional dos Recursos Humanos. (2011). Trabalhadores com menos habilitações são os mais satisfeitos no trabalho - Estudo. LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A. Retrieved October 5, 2015, from http://www.rtp.pt/noticias/?article=440766&layout=121&visual=49&tm=6&

Pestana, M., & Gageiro, J. (2008). Análise de dados para Ciências Sociais - A complementaridade do SPSS (5.ª ed. Rev. e corrigida). Lisboa: Edições Sílabo.

Portaria n.º 67/2012, de 21 de março, Diário da República, 1.ª série — n.º 58. Ministério da Solidariedade e da Segurança Social. Lisboa.

Ribeiro, P. (2005). Satisfação dos profissionais de saúde (Dissertação de Mestrado não publicada). ISCTE, Lisboa.

Serrenho, M. (2010). Liderança e satisfação no trabalho: Um estudo de liderança como factor de satisfação no trabalho no setor hoteleiro (Dissertação de Mestrado não publicada). Loulé: Instituto Superior Dom Afonso III. Retrieved from https://www.academia.edu/5153644/Lideranca_e_satisfacao_no_trabalho

Spector, P. (1997). Job satisfaction: Application, assessment, causes and consequences. Thousand Oaks, CA: SAGE Publications.

Teixeira, S. (2013). Gestão das organizações (3ª ed.). Lisboa: Escolar Editora.

Vara, N., Queirós, C., & Galvão, A. (2010). A influência das emoções no burnout de profissionais de saúde em estágio. Póster em Conferencia Internacional. Porto: FPCEUP. Retrieved from http://repositorio-aberto.up.pt/bitstream/10216/39473/2/69964.pdf


Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Developed by:

Licença Creative CommonsIndexed in: