A poética anatómica dos corpos de Elena Córdoba

Vanessa Lourenço

Resumo


Crítica aos espectáculos: La mujer de la lágrima, de Sylvia Calle, Elena Córdoba e María José Pires, Teatro Esther de Carvalho, [Montemor-o-Velho], 2010.

Todo lo que se mueve está vivo, de Elena Córdoba, Espaço Mota-Engil/Real Estate [Montemor-o-Velho], 2010. 

Expulsadas del Paraíso, de Elena Córdoba, Espaço Mota-Engil/Real Estate [Montemor-o-Velho], 2010.  


Palavras-chave


Crítica; Elena Córdoba; Montemor-o-Velho; 2010; Sylvia Calle; Maria José Pires

Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.