O Efeito Espectáculo da Fotografia Estereoscópica do Séc. XIX: Contributos para um Arquivo Digital

  • Filipe Costa Luz CIC-Digital (CICANT).
  • Rodrigo Peixoto CIC-Digital (CICANT)
Palavras-chave: Fotografia estereoscópica, Efeito Espetáculo, Remediação, Arquivo

Resumo

A fotografia estereoscópica foi uma das formas de fotografia mais disseminadas e comercializadas na 2ª metade do século XIX, e tem vindo a ser objecto de um estudo crescente em campos como a Arqueologia dos Media, Ciências da Comunicação, ou Cultura Visual. Nela encontramos as origens de uma noção de espetáculo que o cinema, os video jogos, ou a animação protagonizam no século XXI. Neste artigo abordamos essa fundação de um efeito espetacular enquanto orientador do ato de ver, e analisamos os problemas que surgem da remediação desse mesmo efeito, na passagem do analógico para o digital, necessária para a criação de um arquivo digital de fotografia estereoscópica.

De modo a aferir a possibilidade de um arquivo digital estereoscópico em que o “awe effect” não era sacrificado na remediação do analógico para o digital foi realizado um inquérito cujos resultados são analisados.

Publicado
2017-01-05
Como Citar
Luz, F., & Peixoto, R. (2017). O Efeito Espectáculo da Fotografia Estereoscópica do Séc. XIX: Contributos para um Arquivo Digital. Artciencia.Com, Revista De Arte, Ciência E Comunicação, (20-21). Obtido de https://revistas.rcaap.pt/artciencia/article/view/11062