Âmbito

ECR - Estudos de Conservação e Restauro

A revista ECR - Estudos de Conservação e Restauro visa difundir o trabalho científico que tem vindo a ser desenvolvido na área dos Estudos de Património e da Conservação e Restauro de bens culturais. Propõe-se ser uma plataforma para investigadores e profissionais no panorama nacional e internacional.

Tanto os Estudos de Património como a Conservação e Restauro são domínios epistemológicos de implementação recente, mas em franco desenvolvimento no panorama europeu. No quadro de sociedades sujeitas a profundas mudanças, o Património Cultural representa um recurso cuja conservação e valorização se impõem, exigindo novas competências e novas abordagens interdisciplinares como resposta aos desafios da contemporaneidade.

Os estudos patrimoniais da Era Pós Digital caraterizam-se nas suas múltiplas vertentes por uma diversidade e complementaridade onde se destacam tópicos emergentes como o das Humanidades Digitais, o da Conservação Verde ou da Gestão Sustentável, a par dos mais tradicionais no campo da intervenção em bens culturais.

Enquadram-se, assim, nos objetivos da revista estudos artísticos e históricos, a investigação de materiais e tecnologias usados na produção dos bens culturais, intervenções de conservação e restauro propriamente ditas, quando pautadas por carácter inovador, incluindo as técnicas específicas relacionadas com metodologias de tratamento, estudos de teoria e deontologia da conservação e restauro, bem como estudos que incidam na  investigação de estratégias de Conservação Sustentável nas suas múltiplas vertentes e seus impactos sociais, ecológicos e económicos. Incluem-se ainda os trabalhos sobre virtualização dos bens culturais e sua epistemologia e reflexões sobre teoria de património.

Processo de Revisão por Pares

Os artigos submetidos deverão ser inéditos e originais e adaptar-se aos objectivos expostos na apresentação desta Revista.

Com vista à manutenção de rigorosos parâmetros de qualidade os artigos serão submetidos à apreciação prévia a cargo de pares que integram o Conselho Científico e de investigadores sem vínculo permanente à publicação.

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

A Revista não cobra qualquer taxa de submissão de artigos ou APCs.

Estrutura da revista

A revista será composta por um editorial, um corpo de artigos científicos com um máximo de 10 artigos, um espaço reservado a resenhas e notícias.

  • editorial
  • artigos
  • recensões críticas
  • notícias

Comité Científico

Ana Calvo, Universidad Complutense de Madrid, Espanha

Elena Charola, Smithsonian's Museum Conservation Institute, Estados Unidos

António Candeias, Laboratório HERCULES Universidade de Évora, Portugal

Cláudia Rodrigues Carvalho, Fundação Casa de Rui Barbosa, Brasil

Edson Motta Júnior, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Brasil

Frederico Henriques, Escola das Artes/CITAR – Universidade católica Portuguesa , Portugal

João Manuel Mimoso, LNEC - Laboratório Nacional de Engenharia Civil, Portugal

Leslie Carlyle, Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade Nova de Lisboa, Lisboa

Margarita San Andrés Moya, Universidade Complutense de Madrid, Espanha

Maria João Baptista Neto, Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Portugal

Mercês Lorena, Direção Geral do Património Cultural (DGPC) - Laboratório José de Figueiredo (LJF), Portugal

Rocío Bruquetas, Instituto del Patrimonio Cultural de España, Espanha

Vasco Peixoto de Freitas, Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, Portugal

Histórico da Revista

A ECR - Estudos de Conservação e Restauro foi criada em 2009. É uma publicação da área foco de investigação em Património, Conservação e Restauro do Centro de Investigação em Ciência e Tecnologia das Artes (CITAR).

Tem sido publicada com regularidade contando até à data com oito números editados.