Potencial fisiológico de sementes de trigo sarraceno avaliado por diferentes testes de vigor

  • Raissa Marrafon Ponce Neide Marrafon Ponce
  • Luiz H. da S. Lima
  • Denis S. da Costa
  • Claudemir Zucareli
  • Lúcia S.A. Takahashi

Resumo

Métodos que avaliem com precisão e rapidez o vigor das sementes são ferramentas úteis no controle de qualidade e na tomada de decisão para utilização dos lotes de sementes. Neste sentido, objetivou-se verificar a eficiência de diferentes testes de vigor na avaliação do potencial fisiológico, bem como, o efeito do período de embebição das sementes nos resultados dos testes de condutividade elétrica e lixiviação de potássio em sementes de trigo sarraceno. Utilizaram-se seis lotes de sementes de trigo sarraceno cultivar IPR-92 Altar, os quais foram submetidos às avaliações de teor de água, massa de mil sementes, germinação, primeira contagem da germinação, germinação a baixa temperatura, comprimento e massa seca de parte aérea e raiz, índice de velocidade de emergência, emergência de plântulas, condutividade elétrica e lixiviação de potássio. Para condutividade elétrica e lixiviação de potássio, as sementes foram submetidas a diferentes períodos de embebição. A germinação a baixa temperatura e o índice de velocidade de emergência foram eficientes em separar os lotes em níveis de vigor. A condutividade elétrica e a lixiviação de potássio, em períodos de até 24 horas, não constituíram opção eficiente para verificar o vigor dos lotes.

Publicado
2019-08-12
Secção
Geral