Alterações na salinidade do solo com o uso de diferentes doses de biocarvão

  • Josely D. Fernandes
  • Lúcia H.G. Chaves
  • Jacqueline S. Mendes
  • Iêde B. Chaves
  • Gilvanise A. Tito

Resumo

Biocarvão produzido com cama de galinha apresenta um pH de cerca de 10 e uma elevada concentração de cátions básicos. O objetivo deste trabalho consistiu em avaliar o efeito da aplicação do biocarvão na salinidade de um Latossolo Vermelho Amarelo. O ensaio experimental foi conduzido em delineamento inteiramente casualizado com quatro repetições utilizando colunas de 20 cm de altura preenchidas com solo, apresentando nos primeiros 5 cm da coluna, doses correspondentes a 0; 10; 15; 20; 25 e 30 t ha-1 de biocarvão misturadas ao solo, totalizando 24 unidades experimentais. Durante 30 dias, aplicou-se diariamente 44 mL de água desionizada em cada coluna. Após este período, foram retiradas amostras de solo, em cada coluna, em duas profundidades (0-10; 10-20cm) que foram analisadas quimicamente no que respeita a: CEse, pH, potássio, sódio, cálcio e magnésio. A partir dos resultados foram calculados os indicadores RAS e PST. As doses de biocarvão promoveram aumento da CEes, pH, Na e K, bem como da RAS e PST, sendo mais acentuado na primeira profundidade de avaliação para a maioria dos parâmetros analisados. O solo foi classificado como não salino, no entanto, o aumento verificado em todos os parâmetros analisados aponta para uma utilização cuidadosa do biocarvão em estudo.

Publicado
2019-02-03
Secção
Geral