Efeito inibitório de extratos radiculares de plantas herbáceas na atividade de Phytophthora cinnamomi

  • Ana Moreira
  • Isabel Calha
  • José Passarinho
  • Ana Sampaio

Resumo

O declínio dos montados de Quercus suber (sobreiro) e de Quercus rotundifolia (azinheira) tem sido associado à presença do patogénio Phytophthora cinnamomi. Este oomiceta é um dos principais agentes bióticos associados ao enfraquecimento e morte dos sobreiros e azinheiras, em Portugal e em Espanha (Extremadura and Andalucía). O seu controlo é difícil e o recurso a substâncias químicas não é ainda eficaz, pelo que é necessário encontrar estratégias integradas de gestão. O efeito inibitório de 15 extractos aquosos radiculares obtidos de plantas herbáceas (Brassicaceae, Fabaceae, Lamiaceae e Poaceae) foi testado in vitro na actividade de P. cinnamomi (crescimento micelial, produção de esporângios e clamidósporos e ainda na libertação e viabilidade de zoósporos). A susceptibilidade à infecção causada por P. cinnamomi nas plantas herbáceas seleccionadas foi também avaliada in vivo. Os extractos radiculares de algumas espécies de Brassicaceae não hospedeiras de P. cinnamomi inibiram em 80 - 100% a sua actividade in vitro. A introdução nas pastagens do montado, de misturas de plantas não hospedeiras do patogénio, com efeito alelopático, pode ser uma medida estratégica importante para reduzir a população do patogénio no solo, contribuindo ainda para melhorar a qualidade e supressividade do solo.

Publicado
2019-03-10
Secção
Geral