Suficiência amostral para estimar a média de caracteres produtivos de centeio

  • Cirineu Tolfo Bandeira
  • Alberto Cargnelutti Filho
  • Gabriela Görgen Chaves
  • Ismael Mario Marcio Neu
  • Daniela Lixinski Silveira
  • Andréia Procedi

Resumo

O objetivo deste trabalho foi determinar a dimensão da amostra (número de plantas) para estimar a média de caracteres de centeio, avaliados no período de colheita dos grãos. Foram conduzidos oito ensaios de uniformidade (experimentos em branco). Cinco com a cultivar ‘BRS Progresso’ e três com a cultivar ‘Temprano’. No estágio de maturação dos grãos, foram recolhidas, aleatoriamente, 780 plantas (total dos oito ensaios) e avaliados 17 caracteres em cada planta. Foram calculadas estatísticas descritivas e determinou-se a dimensão da amostra para estimar a média, para as amplitudes do intervalo de confiança de 95% (ACI95%) de 5 (maior precisão), 10, 15, 20, 25 e 30% (menor precisão) da média - por reamostragem com reposição. Há variabilidade da dimensão da amostra entre caracteres, cultivares e épocas de sementeira. A dimensão da amostra para a cultivar ‘BRS Progresso’ é menor que para a cultivar ‘Temprano’. Para a estimação da média, para todos os caracteres e épocas de sementeira, com ACI95% máxima de 15, 20, 25 e 30%, são necessárias 352, 197, 127 e 87 plantas da cultivar ‘BRS Progresso’ e 609, 341, 227 e 154 plantas da cultivar ‘Temprano’, respectivamente.

Downloads

Dados de Download não estão ainda disponíveis.
Publicado
2019-08-13
Secção
Geral