A IMPORTÂNCIA DA APRENDIZAGEM COOPERATIVA NO ENSINO DAS CIÊNCIAS

UM ESTUDO COM ALUNOS DO 5.º ANO DE ESCOLARIDADE

  • Marina Constantino Escola Superior de Educação de Santarém, Instituto Politécnico de Santarém, Portugal
  • Marisa Correia Escola Superior de Educação, Instituto Politécnico de Santarém, Portugal. UIDEF, Instituto de Educação, Universidade de Lisboa, Portugal
Palavras-chave: Aprendizagem Cooperativa, Ensino das Ciências, Prática de Ensino Supervisionada., Cooperative learning, Supervised Teaching Practice, Teaching Science.

Resumo

O estudo efetuado teve como objetivo investigar se as atividades promotoras de aprendizagem cooperativa desenvolvidas numa turma do 5.º ano de escolaridade, no contexto da prática de ensino supervisionada em Ciências Naturais, influenciaram as suas aprendizagens. Os resultados obtidos revelaram que os alunos conseguiram adquirir conhecimentos e desenvolver competências sociais e cognitivas através do método de aprendizagem cooperativa. Todavia, é necessário preparar cuidadosamente os alunos e desenvolver o trabalho de grupo, não só como mero trabalho em conjunto, mas também como uma fonte de aprendizagens e partilha de conhecimentos entre os pares. No decorrer das atividades detetaram-se dificuldades por parte dos alunos ao nível da organização e funcionamento do grupo. Pensa-se que isto se deveu ao facto de não estarem habituados a trabalhar em grupo, conforme indica a análise das entrevistas. As dificuldades foram amenizando com a interiorização dos papéis atribuídos e os alunos foram modificando o seu comportamento.

Publicado
2018-12-21