A Performance da Etnografia como Método da Antropologia

  • Ricardo Seiça Salgado CRIA - Centro em Rede de Investigação em Antropologia
Palavras-chave: etnografia/ethnography, comparação/comparison, metodologia/methodology, performance

Resumo

Pensamos a etnografia enquanto modo de ação e, na sua relação aberta e íntima com a teoria, também enquanto modo de expressão. A própria comparação deixa de estar na cultura para passar a estar na etnografia, no destino que o antropólogo dá aos dados etnográficos. A etnografia constitui-se como o modo epistemológico da antropologia. É justamente pela sua natureza que se percebe a relação entre a prática etnográfica e a teoria antropológica. Serve este artigo para dar conta do procedimento construtivista do conhecimento, de como ele emerge e se sedimenta por via da metodologia que afinal caracteriza a antropologia.

------

We understand ethnography as a mode of action as well as a mode of expression, in its open and intimate relationship with theory. Comparison itself is no longer in the culture but is to be found in ethnography, at the destination the anthropologist gives to the ethnographic data. Ethnography becomes the epistemological mode of anthropology. It is precisely because of the ethnography nature that we perceive the relationship between ethnographic practice and anthropological theory. This article discusses the constructivist procedure of knowledge, of how it emerges and consolidates through the methodology that, after all, characterizes anthropology.

Biografia do Autor

Ricardo Seiça Salgado, CRIA - Centro em Rede de Investigação em Antropologia

Doutorado em Antropologia (2012) no IUL, na área dos estudos performativos. É pós-graduado em Antropologia: “Património e Identidades”, pelo IUL (2002), e em “Culturas e Discursos Emergentes: da crítica às manifestações artísticas”, pela FCSH (2008). É licenciado em Antropologia na FCTUC (2000). Professor convidado da ESTAL no curso de Artes Performativas (2007-2010). Participa em vários seminários, escrevendo vários artigos. Como diretor e performer, desde 1995, realizou vários workshops de teatro e participou em múltiplas produções teatrais e performances no âmbito do projecto BUH!. Realizou um documentário sobre o CITAC.

Publicado
2015-11-19
Secção
Artigo de fundo