Morphometric and reproductive characteristics of the seed chestnuts of dwarf cashew infected by Pseudoidium anacardii

  • Marlon Martins Embrapa Agroindústria Tropical
  • Joilson Silva Lima
  • Luiz Augusto Lopes Serrano

Resumo

O oídio causado pelo fungo Pseudoidium anacardii é atualmente a doença mais importante do cajueiro. Os sintomas ocorrem em brotações, no pedúnculo e na castanha. Objetivou-se avaliar o efeito dos diferentes níveis de severidade do oídio na germinação de castanhas-sementes e no desenvolvimento das plântulas dos clones de cajueiro-anão ‘CCP 06’ e ‘BRS 189’. As castanhas-sementes foram separadas em cinco níveis de severidade da doença como: nível “0” - ausência total de doença; nível “1” – castanha com severidade até 10%; nível “2” - entre 11% a 25%; nível “3” - 26% a 50%; nível “4” - 51% a 75% e nível “5” - acima de 75% de sintomas. Avaliaram-se as características morfométricas das castanhas-sementes e das amêndoas, sua germinação e o desenvolvimento das plântulas até 65 dias após a semeadura (época de enxertia). Os maiores níveis de severidade de oídio influenciaram negativamente a massa, o comprimento e a largura das castanhas-sementes, com consequente aumento na espessura. Já as amêndoas, apenas àquelas do ‘CCP 06’ foram afetadas pela doença, apresentando redução na massa, comprimento e largura quando nos maiores níveis de severidade. A germinação e as características biométricas das plantas dos dois clones não foram prejudicadas pelo oídio nas castanhas-sementes, mesmo em níveis elevados de severidade.

Downloads

Dados de Download não estão ainda disponíveis.
Publicado
2019-08-13
Secção
Geral