Método da hidrólise ácida na disponibilidade de nitrogênio em resíduos orgânicos

  • Ruan Carnier Instituto Agronômico (IAC)
  • Ronaldo Severiano Berton Instituto Agronômico (IAC)
  • Aline Renée Coscione Instituto Agronômico (IAC)
  • Adriana Marlene Moreno Pires Embrapa Meio Ambiente
  • Jessica Zuanazzi Fioritti Corbo Instituto Agronômico (IAC)

Resumo

A estimativa do nitrogênio (N) oriundo de resíduos orgânicos disponibilizado para as plantas é usualmente mensurada com base em experimentos em casa de vegetação ou incubação aeróbia. Esses métodos são trabalhosos, de custo elevado e pouco práticos para rotinas de laboratório, exigindo abordagens alternativas. O objetivo deste trabalho foi avaliar se o método da hidrólise ácida se relaciona com o N absorvido por plantas de milho cultivadas em casa de vegetação para 10 resíduos orgânicos. A hidrólise ácida fracionou a matéria orgânica dos resíduos orgânicos em compartimentos lábeis e recalcitrante de N, os quais foram comparados a quantidade de N absorvida pelas plantas obtida pelo índice de recuperação de nitrogênio (IRN). Os dados foram submetidos a ANOVA e as médias comparadas por teste de Tukey (p≤0,05). A relação entre os métodos foi estimada por regressão linear (p≤0,05). Houve relação significativa entre as frações lábeis e os valores de IRN para os resíduos película de café, estercos de frango e bovino, pó de café, turfa e cama de frango

Publicado
2019-08-12
Secção
Geral