Remoção de matéria orgânica e nutrientes de águas residuais de laticínios em sistemas alagados construídos

  • Henrique V. de Mendonça
  • Celso B. de Melo Ribeiro
  • Kelly C.C. Nogueira

Resumo

Este trabalho teve como objetivo avaliar a eficácia de sistemas alagados construídos no tratamento de águas residuais da agroindústria de laticínios. Os sistemas foram submetidos a diferentes taxas de carregamento orgânico e nutrientes a um tempo de detenção hidráulica de 3,5 dias aplicando um caudal de 7,5 L dia-1. Foram implantadas seis unidades experimentais por meio de tanques de polietileno com volume útil de 75 L, usando como meios suportes brita n° 0 em três dos sistemas e brita n° 0 e areia em outros três, na proporção de 80% brita e 20% areia. Quatro unidades foram cultivadas e duas mantidas como testemunhas. As espécies selecionadas para cultivo foram as macrófitas Typha domingensis e o Hedychium coronarium. As eficiências médias na remoção de nitrogênio e fósforo ficaram entre 42 e 50% e 39 a 43%, respectivamente, nos leitos vegetados e entre 28 a 30% e 16 a 19% nos leitos não vegetados, havendo diferenças significativas entre leitos cultivados e testemunhas (p < 0,05). Em termos de remoção de DBO e DQO não houve diferenças significativas (p>0,05) entre os sistemas, apresentando estes eficácias médias de remoção 89 a 91% para DBO e 82 a 86% para DQO.

Publicado
2019-01-09
Secção
Geral