Efeitos alelopáticos de extratos aquosos de folhas de Amburana cearensis e Plectranthus barbatus na germinação de Amaranthus deflexus

  • Bruno F. da T. Lessa
  • Maria L. dos S. Silva
  • José H.B. Barreto
  • Alexandre B. de Oliveira

Resumo

O objetivo do trabalho foi verificar possíveis efeitos alelopáticos exercidos por extratos aquosos de folhas de cumaru (Amburana cearensis) e malva-santa (Plectranthus barbatus) sobre a germinação de sementes de caruru (Amaranthus deflexus). As sementes de caruru foram colocadas para germinar em placas de petri em contato com extratos vegetais aquosos obtidos a partir de folhas de cumaru e malva-santa sob dois métodos de preparação - extrato aquoso das folhas frescas e extrato aquoso por infusão das folhas secas - e duas dosagens - 50 e 100 g L-1. Foi utilizado o delineamento inteiramente casualizado com 4 repetições e uma testemunha isolada compondo um fatorial 2 x 2 x 2 + 1. Foi determinada a porcentagem final e o índice de velocidade de germinação. A análise dos dados revelou diferença entre os tratamentos e a testemunha, condicionando graus diferentes de alelopatia para os extratos usados afetando drasticamente a germinação do caruru. O extrato a base de folhas frescas de cumaru apresenta alto nível de alelopatia de modo a impedir quase que completamente a germinação do caruru. A dose, com efeito, mais prejudicial para a germinação do caruru foi a de 100 g L-1.

Publicado
2019-01-09
Secção
Geral