Polímeros hidroretentores na cultura da soja em condições de solo argiloso na região norte do Rio Grande do Sul

  • Alan Junior de Pelegrin
  • Maicon Nardino
  • Mauricio Ferrari
  • Ivan Ricardo Carvalho
  • Vinícius Jardel Szareski
  • Rafael Belle
  • Braulio Otomar Caron
  • Velci Queiróz de Souza

Resumo

O uso de polímeros hidroretentores vem sendo amplamente utilizado para minimizar os problemas relacionados ao déficit hídrico e irregularidades na distribuição de chuvas, fatores os quais afetam de maneira significativa o desenvolvimento da cultura. O presente trabalho teve por objetivo avaliar diferentes doses de polímeros hidroretentores na cultura da soja em diferentes posições em relação às sementes sob condições de solo argiloso na Região Norte do Rio Grande do Sul. O experimento foi conduzido pelo Laboratório de Melhoramento Genético e Produção de Plantas da Universidade Federal de Santa Maria Campus de Frederico Westphalen – RS. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos completos casualizados, em esquema trifatorial (2 x 2 x 4), sendo duas safras (2011/2012 e 2012/2013), dois manejos de incorporação do hidroretentor (Manejo 1: aplicação junto a semente; Manejo 2: aplicação na mesma posição do adubo na linha de semeadura) e quatro doses de EMD SAP (0, 5, 10 e 20 kg ha-1), distribuídos em seis repetições. A utilização de hidroretentor junto ao fertilizante promove maior rendimento de grãos. A maior eficiência técnica seria alcançada com uso de 15 kg ha-1, sendo promissora para o aumento do rendimento de grãos, massa de mil grãos e número médio de grãos por legume.

Publicado
2019-01-09
Secção
Geral