Contribuição para a uniformização de metodologias de análise de germinação e vigor de sementes de soja

  • Tiéle S. Fernandes
  • Ubirajara R. Nunes
  • Alberto Cargnelutti Filho
  • Lovane K. Fagundes
  • Joner S. Dalcin
  • Eduardo J. Ludwig

Resumo

Os ensaios de germinação e vigor são importantes para obter informações sobre a qualidade fisiológica dos lotes de sementes. Porém, pode haver divergências entre os resultados dos ensaios, conforme as metodologias utilizadas. Esse trabalho teve como objetivo elucidar a influência da proporção de água e do número de sementes nos ensaios de germinação e vigor de soja. As sementes foram submetidas a dois ensaios testando-se as proporções de água de 1,5, 2,0, 2,5 e 3,0 vezes a massa do papel seco e, utilizando 25, 50 e 100 sementes por repetição. Os ensaios foram conduzidos no delineamento inteiramente casualizado e avaliados pela porcentagem de germinação, primeira contagem, índice de velocidade de germinação, comprimento de parte aérea e raiz de plântula. As proporções de água destilada e o número de sementes influenciam os resultados de germinação e vigor de sementes de soja. Os ensaios de germinação e vigor de sementes de soja devem ser conduzidos com oito repetições de 50 sementes e com proporção de água entre 2,0 e 3,0 vezes a massa do papel seco.

Publicado
2019-01-14
Secção
Geral