Competitividade dos produtores de melão na Área Livre de Anastrepha grandis no Nordeste brasileiro

  • Eliane P. de Sousa
  • Sílvia H.G, de Miranda

Resumo

Este estudo busca identificar os fatores de competitividade dos produtores de melão que certificam e realizam a monitorização extensiva vis-à-vis dos que apenas emitem o Certificado Fitossanitário de Origem, porém não monitorizam, na Área Livre de Pragas (ALP) da Anastrepha grandis no Nordeste brasileiro. Para tanto, é empregado o método de análise fatorial para análise de dados primários coletados na região da ALP, referentes a 2014. Os resultados mostram que os agricultores que realizam a monitorização extensiva são mais competitivos do que aqueles que não monitorizam suas fazendas.

Publicado
2019-01-14
Secção
Geral