Uso da termografia no desempenho de coberturas para construções rurais

  • Luana Alves Akamine
  • Kari Katiele Souza Araujo
  • Carolina Carvalho Sena
  • Roberta Passini

Resumo

As coberturas são responsáveis por promover um ambiente mais adequado à produção animal, sendo os materiais de cobertura uns dos principais fatores que interferem nessa transferência térmica. Nesse contexto, objetivou-se avaliar através da termografia, o desempenho de diferentes coberturas em modelos reduzidos de galpões. O delineamento adotado foi inteiramente casualizado com cinco tratamentos, sendo diferentes tipos de coberturas: TER - Térmica; REC – Reciclada (Tetra-Pak); CIA – Cimento-amianto; BAM – Bambu e ALU – Alumínio, com 14 repetições, referentes aos dias de coleta. Para a análise térmica dos materiais de cobertura foram utilizadas imagens termográficas utilizando-se uma câmera termográfica TR420, da FLIR, que mensurou a variação das temperaturas superficiais (externa e interna) registradas nos horários das 8, 10, 12, 14 e 16 h, no período de 14 dias experimentais. Foi coletada a temperatura ambiente no interior de cada modelo reduzido. A cobertura de bambu mostrou-se eficiente, apresentando valores de temperaturas superficiais intermediários, o que possibilita seu uso em substituição às telhas reciclada, cimento amianto e alumínio, as quais não diferiram entre si e apresentaram os piores desempenhos.

Publicado
2019-01-14
Secção
Geral