Efeitos da água residual de laticínios na respiração basal do solo, produtividade e remoção de nutrientes por Tifton 85 (Cynodon sp.)

  • Jacineumo F. de Oliveira
  • Ronaldo Fia
  • Fátima R.L. Fia
  • Fernando Neres Rodrigues
  • Luiz Fernando C. de Oliveira
  • Luis César de A.L. Filho

Resumo

 As águas residuais são potenciais fontes de nutrientes, matéria orgânica e água se usadas na fertirrigação, contribuindo para o aumento de produção e atividade biológica do solo. Objetivou-se avaliar a respiração basal do solo, produtividade e remoção de nutrientes por Tifton 85 após aplicação de água residual de laticínios (ARL). Conduziu-se o ensaio na Universidade Federal de Lavras, em colunas de PVC com 0,30 m de diâmetro e 1,2 m de profundidade, preenchidas com Latossolo Vermelho Distrófico e cultivadas com Tifton 85. Os tratamentos compreenderam de adubação mineral (AQT0) recomendada para esta espécie (300 kg ha-1 ano-1 de N), e quatro doses de ARL: 100 (ALT1), 200 (ALT2), 300 (ALT3) e 400% (ALT4) da recomendação de N.Realizaram-se três cortes, aos 60, 90 e 120 dias após o transplante. As crescentes dosagens de ARL não proporcionaram incrementos na respiração basal do solo. A maior produtividade foi de 15,11 t ha-1, ocorrida no segundo corte após dosagem de 7203 m³ ha-1 de ARL (ALT4), proporcionando, assim, consideráveis remoções de macro e micronutrientes neste corte. Os resultados revelaram a necessidade para efetuar tratamentos adequados às ARLs antes de sua aplicação em solos agrícolas, bem como estudos mais aprofundados ao tema abordado.

Publicado
2019-02-04
Secção
Geral