Crescimento de algodoeiro colorido cv. BRS Topázio em solos com distintas salinidades e adubação orgânica

  • Joicy L. Barbosa
  • Reginaldo G. Nobre
  • Leandro de P. Souza
  • Luana Lucas de S.A. Veloso
  • Elcimar Lopes da Silva
  • Maria Amanda Guedes

Resumo

O algodão de fibra naturalmente colorida vem despertando interesse dos produtores e consumidores no Brasil e no mundo, tendo em vista ser um mercado crescente, com grande potencial socioeconômico para fixação de mão de obra, geração de empregos e fonte de matéria-prima para a indústria têxtil. Diante do exposto, objetivou-se avaliar o crescimento do algodoeiro cv. BRS Topázio cultivado em solos de distintas sodicidades e adubação orgânica em condições de ambiente protegido no CCTA/UFCG. Usou-se o delineamento experimental de blocos ao acaso, em esquema fatorial 5 x 4, com três repetições, sendo os tratamentos compostos de cinco percentagens de sódio trocável (PST) (8,84; 12,55; 18,80; 28,80 e 38,80%) associado ao fator níveis de esterco caprino, sendo 0; 5; 10 e 15% em base de volume do vaso. A PST a partir de 24% afeta a área foliar e a produção de matéria fresca tem sua produção reduzida a partir da PST de 38,14% e seca de folha tem sua produção reduzida a partir da PST de 32,60%. A adubação com esterco caprino até 15% promove incremento nas variáveis de crescimento e produção de fitomassa do algodoeiro cv. BRS Topázio. Não houve interação entre os fatores percentagem de sódio trocável e doses de esterco caprino sobre as variáveis em estudo.

Downloads

Dados de Download não estão ainda disponíveis.
Publicado
2019-02-05
Secção
Geral