Caracterização de endófitos da videira pertencentes ao complexo Epicoccum nigrum e sua interação com fungos do lenho da videira

  • Tatiana Santos Coletto
  • Teresa Nascimento
  • Ana Cabral
  • Helena Oliveira

Resumo

Endófitos do género Epicoccum são frequentemente isolados do lenho da videira, associados ou não a fungos patogénicos, designadamente a Fomitiporia mediterranea, Phaeomoniella (Pa.) chlamydospora, Phaeoacremonium (Pm.) minimum (sin. Pm. aleophilum), bem como a fungosBotryosphaeriaceae”, mas desconhece-se o seu efeito em relação aos fungos que coabitam com esses endófitos. O presente estudo teve como objetivo avaliar a variabilidade de uma coleção de endófitos, do género Epicoccum (Epic), obtida a partir do lenho da videira e contribuir para a melhor compreensão das interações que estabelecem in vitro com fungos patogénicos do lenho da videira. Com base em características culturais e na sequenciação de parte do gene da β-tubulina (TUB2), os isolados foram agrupados em quatro grupos dentro do complexo E. nigrum, que revelou ser um complexo de espécies crípticas. Para avaliação das interações Epic versus fungos do lenho da videira, a coleção foi previamente testada contra um fungo “Botryosphaeriaceae”, tendo o isolado Epic 2 surgido no grupo dos que revelaram atividade antagonista significativamente mais elevada (α= 0,05). Epic 2 inibiu também significativamente o crescimento micelial dos fungos do complexo da esca, Pa. chlamydospora (45,8%), F. mediterranea (42,7%) e Pm. minimum (18,8%). Discutem-se os mecanismos de interação entre endófitos e fungos patogénicos do lenho da videira, bem como o potencial apresentado por Epic 2 como antagonista.

Publicado
2019-03-10
Secção
Geral