Caracterização de Puccinia hemerocallidis causadora do primeiro surto de ferrugem de lírio-de-um-dia na Europa

  • Rita Carvalho
  • Elsa Silva
  • João Loureiro
  • Ana Paula Ramos
  • Pedro Talhinhas Instituto Superior de Agronomia

Resumo

O lírio-de-um-dia (Hemerocallis spp.) é uma planta ornamental muito utilizada em jardins. A ferrugem de lírio-de-um-dia, causada pelo fungo Puccinia hemerocallidis, disseminou-se por todos os continentes já no século 21, com exceção da Europa, onde tem sido considerada uma doença de quarentena pela Organização Europeia de Proteção das Plantas. A partir de novembro de 2015 foram observados sintomas de ferrugem em plantas de lírio-de-um-dia em jardins de Lisboa, Alentejo, Algarve e Madeira, com elevados níveis de prevalência, incidência e severidade. O agente causal foi identificado como P. hemerocallidis, tendo sido cumpridos os postulados de Koch. Dados filogenéticos sugerem que a introdução do fungo poderá ter ocorrido a partir da América do Norte. Através do uso da citometria de fluxo, o tamanho do genoma das populações de P. hemerocallidis presentes em Portugal foi estimado em 345 Mbp (0,3533 pg DNA/1C). Para tal, Rhamnus alaternus foi validado como padrão de DNA, exibindo uma constituição nuclear de 0,680 pg DNA/2C. A identificação desta doença em diversos locais em Portugal representa uma ameaça para os melhoradores e viveiristas europeus de lírio-de-um-dia, já que existem condições para a manutenção e propagação de inóculo a partir de Portugal para o resto da Europa.

Publicado
2019-03-10
Secção
Geral