Ecofisiologia de mudas de bananeira submetida a diferentes regimes hídricos

  • Letícia Moura Ramos
  • Pedro Ivo Meneses
  • Fabrício de Oliveira Reis
  • Benjamim Valentim da Silva
  • Isaias da Silva Reis

Resumo

A bananeira, uma das frutíferas tropicais mais cultivadas, é uma espécie suscetível ao déficit hídrico e apresenta considerável resposta fisiológica à escassez de água. Dessa forma, este estudo objetivou avaliar o comprometimento ecofisiológio de mudas de duas cultivares de banana sob diferentes níveis de estresse hídrico. O experimento foi conduzido na Universidade Estadual do Maranhão, em delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial 2 x 3 com quatro repetições. Os tratamentos consistiram de duas cultivares de bananeira: Pacovan Ken e Fhia 18 e três regimes hídricos (0%, 67% e 100% CC), totalizando seis tratamentos. A cultivar Pacovan Ken mostrou ser melhor adaptada às condições do estresse hídrico aplicado, com danos mais tardios à integridade do aparato fotossintético das plantas, o que pode estar relacionado ao fato dessa cultivar apresentar maior capacidade de refrigeração do dossel.

Publicado
2019-05-10
Secção
Geral