Mapeamento da aptidão agrícola das terras por meio de análise multicritério

  • Ana Clara de Barros
  • Felipe de Souza Nogueira Tagliarini
  • Renata Teixeira de Almeida Minhoni
  • Yara Manfrim Garcia
  • Zacarias Xavier de Barros
  • Célia Regina Lopes Zimback

Resumo

A utilização imprópria dos recursos naturais e a intensificação do uso agropecuário desrespeitando a aptidão agrícola, sem levar em conta as potencialidades dos agroecossistemas, é uma das principais razões da degradação ambiental. Objetivou-se com esse trabalho estabelecer a aptidão agrícola das terras com o auxílio da análise multicritério no município de Itaberá-SP, discriminando as principais culturas anuais. O método empregado para a classificação das terras para o uso agrícola foi o Sistema de Avaliação da Aptidão Agrícola das Terras e adotou-se a metodologia fundamentada no uso de geotecnologias aplicando planos de informação como o uso da terra, solos, declividade, temperatura e dados pluviométricos. As variáveis foram combinadas utilizando álgebra de mapas por meio de técnica de combinação linear ponderada em que cada um deles foi estimado um fator condicionante à aptidão agrícola das terras. A normalização dos fatores deu-se com base das classes de aptidão que apresentam pesos que variam de um a quatro e a determinação dos pesos pelo método do Processo Hierárquico Analítico (AHP). Esta metodologia mostrou-se eficaz para a classificação da aptidão agrícola. A partir desse método permitiu assegura-se que a área de estudo apresenta em quase sua totalidade aptidão agrícola para as culturas do milho e da soja.

Publicado
2019-05-09
Secção
Geral