Aspectos físicos e fisiológicos em sementes de Mimosa ophthalmocentra Mart. ex Benth.

  • Narjara W. Nogueira
  • Salvador B. Torres
  • Rômulo Magno Oliveira de Freitas Professor de Instituto Federal do Ceará
  • Moadir S. Leite
  • Emanoela P. Paiva

Resumo

Objetivou-se caracterizar os aspectos físicos e fisiológicos de frutos e sementes de Mimosa ophthalmocentra por meio de mensurações biométricas, processos de absorção de água e superação da dormência. A caracterização biométrica se deu pela utilização de 100 frutos e 100 sementes. Para a caracterização do processo de hidratação das sementes, com e sem desponte, realizou-se a curva de embebição. Os tratamentos pré-germinativos de superação de dormência das sementes, constituiu-se de desponte com tesoura e escarificação com lixa 80, na extremidade oposta ao hilo; água quente a 80 ºC por 3, 6 e 12 minutos e ácido sulfúrico por 3, 6 e 12 minutos, além do tratamento testemunha (sementes intactas). Avaliou-se a porcentagem e índice de velocidade de germinação, comprimento da parte aérea e da raiz, massa seca da parte aérea, raiz e total. As sementes de M. ophthalmocentra apresentam baixa variação para os aspectos biométricos e as maiores variações ocorrem entre materiais vegetais. A germinação das sementes despontadas inicia-se após 19 horas de embebição, independentemente do material vegetal. A escarificação com lixa 80 ou o desponte com tesoura na extremidade oposta ao hilo são os procedimentos indicados para superação de dormência em sementes de M. ophthalmocentra.

Publicado
2019-08-12
Secção
Geral