Aspectos físicos e fisiológicos em sementes de Mimosa ophthalmocentra Mart. ex Benth.

  • Narjara W. Nogueira
  • Salvador B. Torres
  • Rômulo Magno Oliveira de Freitas Professor de Instituto Federal do Ceará
  • Moadir S. Leite
  • Emanoela P. Paiva

Resumo

Objetivou-se caracterizar os aspectos físicos e fisiológicos de frutos e sementes de Mimosa ophthalmocentra por meio de mensurações biométricas, processos de absorção de água e superação da dormência. A caracterização biométrica se deu pela utilização de 100 frutos e 100 sementes. Para a caracterização do processo de hidratação das sementes, com e sem desponte, realizou-se a curva de embebição. Os tratamentos pré-germinativos de superação de dormência das sementes, constituiu-se de desponte com tesoura e escarificação com lixa 80, na extremidade oposta ao hilo; água quente a 80 ºC por 3, 6 e 12 minutos e ácido sulfúrico por 3, 6 e 12 minutos, além do tratamento testemunha (sementes intactas). Avaliou-se a porcentagem e índice de velocidade de germinação, comprimento da parte aérea e da raiz, massa seca da parte aérea, raiz e total. As sementes de M. ophthalmocentra apresentam baixa variação para os aspectos biométricos e as maiores variações ocorrem entre materiais vegetais. A germinação das sementes despontadas inicia-se após 19 horas de embebição, independentemente do material vegetal. A escarificação com lixa 80 ou o desponte com tesoura na extremidade oposta ao hilo são os procedimentos indicados para superação de dormência em sementes de M. ophthalmocentra.

Downloads

Dados de Download não estão ainda disponíveis.
Publicado
2019-08-12
Secção
Geral