CEFALOHEMATOMA PROGRESSIVO – UM SINAL DE ALARME A VALORIZAR

Authors

  • Catarina Matos de Figueiredo Serviço de Neonatologia e Cuidados Intensivos Pediátricos, Unidade de Neonatologia, Centro Materno Infantil do Norte, Centro Hospitalar do Porto
  • Jorge Abreu Ferreira Serviço de Neonatologia e Cuidados Intensivos Pediátricos, Unidade de Neonatologia, Centro Materno Infantil do Norte, Centro Hospitalar do Porto
  • Catarina Valpaços Serviço de Neonatologia e Cuidados Intensivos Pediátricos, Unidade de Neonatologia, Centro Materno Infantil do Norte, Centro Hospitalar do Porto
  • Sara Morais Serviço de Hematologia Clínica, Centro Hospitalar do Porto
  • Luísa Lopes Serviço de Neonatologia e Cuidados Intensivos Pediátricos, Unidade de Neonatologia, Centro Materno Infantil do Norte, Centro Hospitalar do Porto
  • Elisa Proença Serviço de Neonatologia e Cuidados Intensivos Pediátricos, Unidade de Neonatologia, Centro Materno Infantil do Norte, Centro Hospitalar do Porto
  • Ana Novo Serviço de Neonatologia e Cuidados Intensivos Pediátricos, Unidade de Neonatologia, Centro Materno Infantil do Norte, Centro Hospitalar do Porto

DOI:

https://doi.org/10.25753/BirthGrowthMJ.v25.i0.10611

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2017-01-05

How to Cite

1.
de Figueiredo CM, Ferreira JA, Valpaços C, Morais S, Lopes L, Proença E, Novo A. CEFALOHEMATOMA PROGRESSIVO – UM SINAL DE ALARME A VALORIZAR. REVNEC [Internet]. 2017Jan.5 [cited 2022May26];25:S29. Available from: https://revistas.rcaap.pt/nascercrescer/article/view/10611

Most read articles by the same author(s)

1 2 > >>