Tratamento de sementes de canola com zinco

  • Alessandra Pletsch
  • Vanessa N. Silva
  • Amauri N. Beutler

Resumo

A canola é a terceira oleaginosa mais cultivada no mundo. A produtividade da cultura pode ser afetada por diversos fatores, como a deficiência de micronutrientes. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito do tratamento de sementes de canola com Zn na germinação, no potencial fisiológico e no estabelecimento inicial de plantas. Sementes das cultivares de canola Hyola 61 e Hyola 433 (um lote cada) foram tratadas com seis doses ( 0, 1, 2, 3, 4 e 5 mL kg-1 de semente) do produto comercial Quimifol Seed 78® contendo 787,5 g L-1 de Zn. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado para os testes de potencial fisiológico e de blocos ao acaso para os testes de estabelecimento inicial de plantas. Após o tratamento, as sementes foram avaliadas quanto à germinação (índice de velocidade e porcentagem final), envelhecimento acelerado, comprimento de parte aérea, de raiz, massa seca de plântulas e estabelecimento inicial de plantas em vasos (porcentagem e velocidade de emergência, comprimento de parte aérea, de raiz e massa seca de plantas). A aplicação de Zn via Quimifol Seed 78® proporcionou benefícios para a germinação, potencial fisiológico de sementes e estabelecimento inicial de plantas nas doses de 1 a 5 mL do produto/kg de semente.

Downloads

Dados de downloads ainda não estão disponíveis.
Publicado
2019-01-20
Secção
Geral