Tamanho da amostra para estimativa da biomassa e produtividade de Canavalia ensiformis e Dolichos lablab

  • Paulo E. Teodoro
  • Larissa P. Ribeiro
  • Flávia A. da Silva
  • Caio C.G. Corrêa
  • Roque A.A. da Luz Júnior
  • Francisco E. Torres

Resumo

A adubação verde traz inúmeros benefícios que promovem, essencialmente, a manutenção e a conservação de agrossistemas, sendo a sua implementação fundamental para a região do Cerrado brasileiro. Neste cenário, a presente pesquisa tem como objetivo determinar o tamanho da amostra para a estimativa da biomassa e da produtividade média de Canavalia ensiformis e Dolichos lablab. O ensaio foi conduzido na área experimental da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - Unidade Universitária de Aquidauana (UEMS/UUA), localizada no bioma Cerrado. Foram selecionadas, aleatoriamente, 45 plantas na área experimental de cada cultura para determinação da massa verde, massa seca e produtividade, sendo posteriormente calculadas as medidas de tendência central, variabilidade, assimetria e curtose, e verificada a normalidade por meio do teste de Lilliefors. Em C. ensiformis e D. lablab, 259 e 362 plantas, respectivamente, são suficientes para a estimativa dos caracteres avaliados, com intervalo de confiança de 95% e um erro de estimativa de 5% da média observada. O C. ensiformis apresentou médias de produção de massa verde, massa seca e produtividade de grãos significativamente superiores ao D. lablab, sendo esta espécie recomendada para o cultivo no Cerrado brasileiro.

Downloads

Dados de downloads ainda não estão disponíveis.
Publicado
2019-01-20
Secção
Geral