Variação da assembleia de aves em áreas pastoris e remanescentes florestais adjacentes

  • GISELE FRANCIOLI SIMIONI Silvana Francioli Simioni
  • Abdon Luiz Schmitt Filho
  • Fernando Joner
  • Alfredo Celso Fantini
  • Joshua Farley
  • Alexandre Teixeira Moreira

Resumo

A manutenção do crescimento da produção agropecuária e redução dos impactos dessa produção sobre os recursos naturais tem se tornado um dos grandes desafios da humanidade. Esta pesquisa tem como objetivo a caracterização da variação da assembleia de aves entre áreas pastoris e em remanescentes florestais adjacentes avaliando o impacto desta mudança de uso na diversidade de espécies. Através deste estudo também será discutida a metodologia de monitoramento acústico passivo (MAP) para “avaliação rápida” da biodiversidade nas paisagens rurais do Bioma Mata Atlântica. Os dados foram coletados em dois habitats (Florestal e Pastagem) em quatro propriedades rurais no estado de Santa Catarina, Brasil. Gravadores foram instalados simultaneamente em dois pontos diferentes em cada habitat durante dois dias em cada um dos seis períodos experimentais, na primavera e verão 2016/17. Foram regstrados 97 espécies de aves pertencentes a 44 famílias. No habitat floresta foram identificadas 77 espécies e na pastagem 48, com 28 espécies ocorrendo nos dois habitats. O número de espécies encontradas reflete as consequências da perda de habitat no Bioma Mata Atlântica. As avaliações com MAP foram inequívocas com relação ao impacto das atividades agropecuárias na biodiversidade de aves. Mesmo diante da ampla descaracterização da vegetação nos habitats, uma avifauna realtivamente rica ainda pode ser observada na área de floresta.

Downloads

Dados de downloads ainda não estão disponíveis.
Publicado
2020-01-27
Secção
Geral