Carbohydrate fractionation, fermentation and aerobic stability of silages with different maize hybrids

Fermentation quality and aerobic stability of silages with different corn hybrids

  • Egon Henrique Horst Universidade Estadual de Londrina
  • Valter Bumbieris Junior
  • Mikal Neumann
  • André Souza
  • Edelmir Stadler Junior
  • André Dochowat

Resumo

O objetivo do trabalho foi avaliar a composição química e variáveis fermentativas de diferentes híbridos de milho e sua interferência na estabilidade aeróbia da silagem. Os híbridos utilizados foram o Maximus VIP3, Defender VIP e Feroz VIP, sendo híbridos simples, triplo e duplo, respectivamente. A composição química e a estabilidade aeróbia foi avaliada 60 dias após a vedação dos silos. Amostras de um quilo foram colocadas em recipientes de polipropileno revestido com saco plástico e transferidos para câmara climática à temperatura de 25 ± 2 °C, e as temperaturas das silagens foram medidas três vezes ao dia durante sete dias. Na composição química, apenas a fração A dos carboidratos não fibrosos apresentou diferença entre os tratamentos. O híbrido Maximus VIP3 foi superior em relação aos demais para produção de ácido acético, e não diferiu do híbrido Defender VIP na concentração de ácido lático. Tempo significativamente mais longo foi necessário para que a temperatura da silagem de Maximus VIP3 aumentasse em 2°C (125,3 horas), enquanto as outras silagens não diferiram entre si (53,3 e 45,3 horas para Defender VIP e Feroz VIP). O híbrido Maximus VIP3 apresentou alta concentração de açucares e maior estabilidade aeróbia, sendo recomendado para produção de silagem pelas suas características.

Downloads

Dados de downloads ainda não estão disponíveis.
Publicado
2020-01-29
Secção
Geral