Propriedades físicas dos grãos de soja, cotilédones e impurezas

  • Maria Aparecida Lopes
  • Osvaldo Resende
  • Jaqueline Bessa
  • Rayr Lima
  • Wellytton Darci Quequeto Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano – Campus Rio Verde

Resumo

Devido à diversidade das características dos produtos agrícolas e a possível presença de defeitos e impurezas na massa de grãos, torna-se fundamental conhecer as propriedades físicas destes materiais. Assim, objetivou-se determinar as propriedades físicas para diferentes proporções de grãos de soja, cotilédones e impurezas. O teor de água dos materiais foi determinado em estufa de circulação de ar forçada. A massa específica aparente foi obtida em balança de peso hectolitro e o ângulo de repouso em um prisma transparente. A porosidade intergranular foi determinada pelo método direto adicionando-se hexano. A massa específica unitária foi obtida analiticamente em função da porosidade intergranular e da massa específica aparente. A velocidade terminal foi determinada utilizando-se o equipamento de coluna de ar. As propriedades físicas dos grãos de soja variam quando inseridas diferentes proporções de cotilédones e impurezas. O ângulo de repouso aumenta com a maior quantidade de impurezas finas e a porosidade intergranular aumenta com a presença de impurezas grossas; a massa específica aparente é maior para grãos inteiros, enquanto ocorre incremento da massa específica unitária para as impurezas grossas. Os grãos, cotilédones, vagens e impurezas apresentam variações na velocidade terminal, sendo influenciadas pelo teor de água, forma e tamanho das partículas.

Downloads

Dados de downloads ainda não estão disponíveis.
Publicado
2020-01-27
Secção
Geral