Reprodução dos nemátodes das galhas radiculares, Meloidogyne ethiopica e Meloidogyne luci em cultivares de feijoeiro

  • Cristiano Bellé
  • Rodrigo Ferraz Ramos
  • Ricardo Rubin Balardin
  • Daiane Dalla Nora
  • Marcia Gabriel
  • Zaida Inês Antoniolli

Resumo

A cultura do feijão (Phaseolus vulgaris) tem a sua produtividade limitada por diversos fatores bióticos, sendo frequentemente afetada por nemátodes fitoparasitas. Várias espécies de nemátodes das galhas radiculares (NGR), Meloidogyne spp., têm sido encontradas e identificadas como sendo prejudiciais a esta cultura. Recentemente, Meloidogyne luci e M. ethiopica foram reportadas como parasitas de feijoeiro no Brasil. O objetivo do trabalho foi avaliar, através da realização de ensaios de vaso, a reprodução de M. ethiopica e M. luci em vinte cultivares de feijoeiro. As plantas foram individualmente inoculadas com 5000 ovos + juvenis do segundo estádio (J2) de NGR e foram mantidas em estufa. Decorridos 60 dias da inoculação, as raízes de cada planta foram avaliadas quanto ao número de galhas, população final e fator de reprodução (FR=população final/população inicial). As médias das diferentes variáveis foram comparadas entre si pelo teste de agrupamento de Scott e Knott a 5%. Todas as cultivares de feijoeiro avaliadas comportaram-se como suscetíveis a ambos as espécies de NGR, com FR variando de 9,8 a 55,9 para M. ethiopica, e de 6,0 a 20,0 para M. luci.

Downloads

Dados de downloads ainda não estão disponíveis.
Publicado
2020-01-29
Secção
Geral