Aumentar as competências dos agricultores para a prática de uma agricultura sustentável

Resumo

De modo a praticar uma agricultura sustentável, os agricultores devem adotar práticas corretas e respeitadoras do ambiente, utilizando a tecnologia adequada e cumprindo a regulamentação da UE para uma agricultura sustentável. Os desenvolvimentos recentes da ciência e da tecnologia, que poderiam ser um valor acrescentado para a gestão das culturas e da terra, continuam a não ser utilizados em muitas situações por não terem chegado ao conhecimento dos agricultores ou estes não terem sido treinados para os utilizar. O objectivo deste estudo foi o de definir competências no domínio da tecnologia agrícola, em áreas onde ocorreram avanços tecnológicos que podem ajudar os agricultores a praticar uma agricultura mais sustentável. Foram identificadas seis áreas principais, 1) Agricultura de precisão; 2) Proteção integrada; 3) Reutilização agrícola de resíduos orgânicos; 4) Rega gota-a-gota e tecnologias de conservação da água; 5) Energias renováveis e 6) Bioenergia e culturas energéticas. Para cada uma destas áreas foram definidas competências específicas com enfâse na sensibilização sobre os aspectos da sustentabilidade na agricultura e na introdução aos principais desenvolvimentos tecnológicos. Estas competências foram depois utilizadas no desenvolvimento de um novo programa de formação profissional para agricultores, cujos cursos de formação decorreram durante o ano de 2019 na Grécia, Itália e Portugal, para um total de cerca de 600 agricultores.

Downloads

Dados de downloads ainda não estão disponíveis.
Publicado
2020-08-17
Secção
Geral