A Loucura nas Personagens de Shakespeare (II)

Nuno Borja-Santos

Resumo


Na segunda parte deste trabalho, o autor começa por referir alguns aspectos literários da peça "Ricardo II" que têm mais a ver com a sua dimensão de drama histórico que de tragédia; seguidamente, aborda de um ponto de vista fenomenológico a personagem de Ricardo II, ilustrando o seu paralelismo com a posição de autores, como Minkowsky e Binswanger, acerca da vivência temporal na depressão; finalmente, nas conclusões, aponta a genialidade de Shakespeare que, com a sua inovadora pesquisa do humano, permitiu a revelação da loucura como algo que lhe é inerente.

Palavras-chave


fenomenologia; depressão

Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.