Arquivo e memória oral na produção de uma etnografia retrospectiva

  • Analucia Sulina Bezerra Centre de Recherche et d’Études Anthropologiques - CREA - Lyon 2
Palavras-chave: etnografia retrospectiva/retrospective ethnography, autoridade etnográfica/ethnographic authority, observação participante/participant observation, irmandade/brotherhood, memória/memory, documentos/documents

Resumo

A antropologia se distancia da história quando adopta a observação participante como alicerce da autoridade etnográfica. Partindo desse entendimento e das problemáticas metodológicas suscitadas em torno da pesquisa sobre a Irmandade de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos de Quixeramobim, existente no período colonial no Brasil, colocamos em discussão as possibilidades que se abrem ao texto etnográfico quando se adotam fontes alternativas de pesquisa tais como os arquivos e a memória oral para se descrever uma configuração social determinada. O intuito é elaborar algumas reflexões, a partir dessas fontes, em torno de uma etnografia da Irmandade em questão que intitulámos de retrospectiva.

------

Anthropology distances itself from history when it adopts the participant observation as a foundation of ethnographic authority. Based on this understanding and on the methodological issues surrounding the research on the brotherhood of Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos de Quixeramobim, existing in the colonial period in Brazil, we bring into discussion the possibilities opened for the ethnographic text, when alternative research sources are adopted to describe a particular social setting, such as archives and oral memory. Our intention is to develop some thoughts around the ethnography of the brotherhood in question, based on these sources, which we have entitled as “retrospective”.

Biografia do Autor

Analucia Sulina Bezerra, Centre de Recherche et d’Études Anthropologiques - CREA - Lyon 2

18 rue des Halles

69230 Saint Genis Laval, France

Publicado
2015-11-19
Secção
Artigo de fundo