Infrastructure tectonics: building public space in the enlarged city

  • Rodrigo Coelho Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto
Keywords: Cidade Contemporânea, Espaço Público, Infra-estrutura, Projecto Urbano, Tectónica Metropolitana

Abstract

Tendo em conta a encruzilhada de “conceitos”, de contradições e indefinições que tendem a fragilizar do ponto de vista disciplinar, não apenas o saber teórico e prático, mas também o papel do arquitecto e da arquitectura, na definição do espaço público e da cidade, e tendo em conta a maior complexidade e a maior incerteza no que diz respeito aos processos de construção da cidade e do espaço público, este texto procura evidenciar, a partir de um exemplo concreto – as intervenções realizadas no espaço público no âmbito da 1ª fase do projecto do metro do Porto – a plausibilidade e necessidade de (continuar a) pensar e materializar o espaço público na cidade contemporânea enquanto suporte projectado e construído dotado de desígnios e de formas precisas e significantes. Fundamentalmente procuraremos salientar a urgência da reafirmação do papel urbanístico do espaço público na construção da cidade presente e futura e, consequentemente, na necessidade de identificação e justificação do valor ou significado do projecto, ou seja, na relevância que o acto de “projectar e construir o espaço público” ainda pode ter, em particular na cidade alargada. A 1ª fase projecto do Metro do Porto, que teve como coordenador geral Eduardo Souto de Moura, e se tem vindo a materializar no terreno entre 1999 e 2008, permitiu não apenas afirmar a potencialidade das intervenções do metro enquanto elementos estruturantes de um urbano mais disperso (permitindo a requalificação contínua de importantes tramos urbanos), como tornou possível o reconhecimento de uma nova tectónica para o conjunto metropolitano.

Published
2017-06-30
Section
Article