Densitometria do cristalino baseada no principio de Scheimplug na avaliação pré-operatória de cataratas nucleares

  • Fernando Faria Correia
  • tiago Monteiro
  • Nuno Franqueira
  • Fernando Vaz
  • Renato Ambrósio Jr
Palavras-chave: Catarata, Scheimpflug, Densitometria

Resumo

Objetivos: Apresentamos diferentes estudos em que descrevemos a aplicação da imagem Scheimpflug na avaliação pré-operatória de cataratas nucleares senis, no que diz respeito ao estado funcional do cristalino com base na análise de frente de onda por traçado de raios e na previsão da energia ultrassónica consumida durante a facoemulsificação.

 

Material e Métodos: Revisão da artigos publicados na literatura científica.

 

Resultados: Confirmamos que a densitometria do cristalino baseada na imagem de Scheimpflug apresentou forte associação com o envelhecimento, a diminuição da melhor acuidade visual corrigida e a avaliação da lâmpada de fenda. Uma relação significativa e positiva também foi descrita entre as variáveis de densitometria baseada no princípio de Scheimpflug e as aberrações de alta ordem internas, incluindo o coma e o trefoil. Também estudamos a relação entre a densitometria do cristalino e um novo parâmetro (Dysfunctional Lens Index) baseado em achados da frente de onda por traçado de raios. Quanto à facodinâmica, foram selecionados diferentes modos densitométricos do cristalino para analisar a dureza do núcleo, os quais tinham sido descritos e utilizados em estudos anteriores. Os nossos resultados revelaram que os parâmetros derivados de certos modos de análise, tais como os modos tridimensional e de região de interesse, obtiveram os maiores coeficientes de correlação com a energia ultrassónica consumida durante a facoemulsificação. Noutro estudo, também demonstramos que o Dysfunctional Lens Index e a densidade média baseada na análise densitométrica tridimensional apresentaram uma relação similar com a facodinâmica

 

Conclusões: Os resultados apresentados sugerem que a densitometria do cristalino baseado no princípio de Scheimpflug é útil para demonstrar o seu estado funcional. Esta tecnologia também mostrou ser útil em relação à previsão da facodinâmica. Os dados apresentados alertam para o uso adequado do programa de densitometria do cristalino, quanto à seleção e colocação do modelo de densitometria e, os parâmetros de densidade adotados.

Publicado
2018-03-01
Secção
Artigos de Revisão