Estudo retrospetivo dos doentes com queratocone do HFF: características clínicas, epidemiológicas e topográficas e fatores preditivos de progressão

  • Ana Sofia Lopes Gonçalves Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca, EPE
Palavras-chave: Queratocone, fatores epidemiológicos, fatores clínicos, fatores topográficos, progressão

Resumo

Objetivos: Caracterizar clínica, epidemiológica e topograficamente os doentes com queratocone do HFF e determinar os fatores preditivos de progressão.

Material e Métodos: Estudo retrospetivo de 93 olhos de 53 doentes com queratocone do HFF. Analisaram-se as características clínicas e epidemiológicas dos doentes e os parâmetros topográficos obtidos por Pentacam®. Estudaram-se os fatores preditivos de progressão dos casos de queratocone até ao estadio 2-3, com pelo menos dois exames de Pentacam® em pelo menos 1 ano, sem cirurgia nesse período (36 olhos, 27 doentes). Dividiram-se esses doentes entre grupo com e sem progressão, tendo como critério de progressão o aumento de pelo menos 1.50D na queratometria central.

Resultados: Dos 53 doentes, 52.8% é do sexo masculino, com idade média de 23.3±5.97 anos e queratocone bilateral (76.9%). Atopia existe em 44.2% dos casos, eye rubbing habit em 66% e antecedente familiar de queratocone em 18.9%. 50% é portador de lentes de contacto, 17.5% colocou INTACS, 10.3% realizou cross-linking e 5.6% queratoplastia penetrante. O estadio 2 do queratocone foi o mais prevalente (23.7%). O cone é temporal inferior em 87.1%. Dos 36 olhos apenas progrediram 16. O eye rubbing habit e alguns parâmetros topográficos mostraram diferenças estatisticamente significativas entre os dois grupos. Os parâmetros que mostraram associação com a progressão da doença foram o Km da queratometria anterior, o astigmatismo anterior e posterior e a paquimetria central de forma marginal.

Discussão: Um melhor conhecimento das características dos doentes permite uma intervenção mais eficaz. O Km da queratometria anterior, o astigmatismo anterior e posterior e a paquimetria central são potenciais fatores preditivos de progressão.

Publicado
2017-08-09
Secção
Artigos originais