Estudo com OCT Visante® do impacto da cirurgia de catarata no segmento anterior

  • Diana Cristóvão
Palavras-chave: Glaucoma, cirurgia de catarata, pressão intraocular, ângulo iridocorneano, OCT Visante®

Resumo

RESUMO

Objetivos: Analisar a influência da cirurgia de catarata na profundidade da câmara anterior (PCA), ângulo iridocorneano (AIC) e pressão intraocular (PIO) em doentes com e sem glaucoma associado.

Material e Métodos: Estudo prospetivo de setenta doentes que foram submetidos a cirurgia de catarata. Os doentes foram divididos em dois grupos: um grupo constituído por doentes com o diagnóstico de glaucoma (de ângulo aberto e ângulo estreito) e um grupo controlo composto por doentes sem glaucoma. Foram avaliadas a PCA e a AIC com o OCT Visante® e a PIO por tonometria de Goldmann no pré operatório e após um mês da cirurgia de catarata. Os dados recolhidos foram analisados no Microsoft Excel, utilizando-se para o cálculo da significância estatística o Teste T de Student.

Resultados: Foram analisados e comparados os valores das variáveis do estudo obtidas no pré-operatório e um mês de pós-operatório para os dois grupos. O Grupo Controlo apresentou uma redução média da PIO de 2,1 mmHg e o Grupo Glaucoma de 2,6 mmHg. Obteve-se um aumento médio da PCA de 1,2 mm no Grupo Controlo e 1,5 mm no Grupo Glaucoma e um aumento médio do AIC de 11,7 graus no Grupo Controlo e 15,4 graus no Grupo Glaucoma. Os resultados obtidos demonstraram um aumento significativo da PCA e AIC e uma diminuição significativa da PIO no grupo com glaucoma, comparativamente ao grupo controlo.

Conclusões: O OCT Visante® é um exame de não contacto, que possibilita a obtenção de imagens de alta resolução do segmento anterior, permitindo a visualização e quantificação objetiva das alterações ocorridas após a cirurgia de catarata (PCA e AIC) e ajudando a compreender a redução da PIO após a mesma cirurgia. Com os resultados deste estudo constatou-se que a cirurgia de catarata contribui de forma significativa para um aumento da PCA e do AIC e para uma diminuição da PIO, podendo ser importante no tratamento e controlo do glaucoma.

Publicado
2018-03-01
Secção
Artigos originais