Sobreposição clínica e comorbilidade psiquiátrica na Perturbação do Espectro do Autismo no adulto: a propósito de um caso clínico

  • João Picoito Serviço de Pedopsiquiatria. Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra
  • Vitor Santos Centro de Responsabilidade Integrada de Psiquiatria. Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra
  • Helena Rita Centro de Responsabilidade Integrada de Psiquiatria. Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra
Palavras-chave: autismo, sobreposição clínica, comorbilidade, perturbação esquizotípica da personalidade, perturbação esquizóide da personalidade, perturbações do espectro da esquizofrenia

Resumo

Introdução: A Perturbação do Espectro do Autismo (PEA) é uma perturbação do neurodesenvolvimento precoce, que acompanha o indivíduo ao longo da vida. O diagnóstico de PEA no adulto sem incapacidade intelectual é um desafio, devido à sobreposição clínica e comorbilidade psiquiátrica, assim como à atipicidade da apresentação clínica e à dificuldade em obter uma boa e fidedigna história do neurodesenvolvimento.

Objectivos: Ilustrar a complexidade do diagnóstico e abordagem da PEA no adulto.

Métodos: Reporte de um caso clínico e revisão da literatura.

Resultados  e  conclusões: É apresentado um caso clínico de um indivíduo adulto com PEA, com antecedentes de dificuldades interpessoais e sintomatologia psiquiátrica. Ao longo do seu acompanhamento, foram atribuídos diferentes diagnósticos que conduziram a má adesão à terapêutica e ao abandono do acompanhamento. O correcto diagnóstico de PEA permite uma abordagem mais apropriada, proporcionando uma melhor adesão às propostas terapêuticas e potenciando o funcionamento destes indivíduos.

Publicado
2018-01-20
Secção
Casos Clínicos