Novos Desenvolvimentos em Saúde Mental e Comunitária

  • Isabel Fazenda Coordenação Nacional para a Saúde Mental
Palavras-chave: Saúde Mental Comunitária, Tratamento na Comunidade, Reabi‐ litação Psicossococial, Articulação Inter‐ sectorial, Direitos Humanos, Recuperação, Participação

Resumo

O modelo de saúde mental comunitária implica uma perspectiva bio‐psico‐social das questões da saúde/doença mental, assim como um conjunto de valores que preco‐ nizam a equidade no acesso aos serviços, o tratamento na comunidade, o respeito dos direitos humanos, uma visão de recuperação, a promoção da vida independente e da integração social e a participação de utentes e famílias. De acordo com as prioridades definidas pela União Europeia, os serviços de saúde mental devem garantir a aplicação destes princípios, e promover a prevenção, o tratamento, a reabilitação e a promoção da saúde mental. A articulação intersectorial é um instru‐ mento indispensável para desenvolver políticas transversais que assegurem o envolvimento da sociedade na promoção da saúde mental. Os novos desenvolvimentos na saúde mental comunitária apontam para a importância da consideração dos direitos humanos na formulação das políticas e nas práticas, para a perspectiva da recuperação (recovery) e para a necessidade de promover a participação de organizações de utentes e famílias.

Publicado
2009-12-31
Secção
Actas