Síndromes de falsa identificação delirante e esquizofrenia paranoide: A propósito de um caso clinico

  • Teresa Sousa-Ferreira Departamento de Psiquiatria e Saúde Mental, Centro Hospitalar Tâmega e Sousa, EPE
  • Tânia Moreira Departamento de Psiquiatria e Saúde Mental, Centro Hospitalar Tâmega e Sousa, EPE
  • Márcia Mendes Departamento de Psiquiatria e Saúde Mental, Centro Hospitalar Tâmega e Sousa, EPE
  • Sérgio Ferreira Departamento de Psiquiatria e Saúde Mental, Centro Hospitalar Tâmega e Sousa, EPE
Palavras-chave: Esquizofrenia paranoide, síndromes de falsa identificação delirante, Síndrome de Capgras, Síndrome de Fregoli, Síndrome de Duplos Subjetivos.

Resumo

Introdução: As síndromes de falsa identificação delirante dividem-se em Síndrome de Capgras, Síndrome de Fregoli, Síndrome de Duplos Subjetivos e Síndrome de Intermetamorfose. A característica principal é um erro na identificação de si próprio e/ou de outras pessoas. Tratam-se de fenómenos relativamente raros e etiologicamente heterogéneos, que ocorrem principalmente no cenário da doença esquizofrénica, perturbações afetivas e doenças orgânicas.

Objectivos: Descrever um caso clínico que cursou com três síndromes de falsa identificação delirante, bem como realizar um breve revisão sobre a etiologia e a psicopatologia das síndromes presentes.

Métodos: Recolha da história clínica e revisão não sistemática em inglês, através da pesquisa na PubMed com as expressões: “delusional misidentification syndromes”, “Capgras syndrome”, “Fregoli syndrome”, “Subjective Double syndrome”. Realizou-se igualmente uma revisão da  literatura.

Resultados e Conclusões: Foi descrito um caso clínico de um homem com esquizofrenia paranóide que apresentava síndrome de Capgras, síndrome de Fregoli e síndrome de Duplos Subjetivos. Parece tratarem-se de fenómenos sub-diagnosticados, cuja pesquisa ativa poderá permitir uma compreensão mais completa dos quadros clínicos nos quais surgem

Publicado
2016-07-19
Secção
Casos Clínicos