MECANISMO DE INDUÇÃO DE TOLERÂNCIA ORAL NO TRATAMENTO DE DOENÇAS AUTOIMUNES

  • Meire Pinto
  • Giulia Bani
  • Priscila Paiva

Resumo

A tolerância imunológica refere-se ao reconhecimento e eliminação de antígenos não-próprios, no entanto quando há distúrbios neste sistema com reações frequentes contra antígenos próprios ocorre o desenvolvimento das doenças autoimunes. Comumente, o tratamento destas doenças é realizado mediante drogas imunossupressoras que geram no organismo diversos efeitos deletérios. Assim, muitos estudos têm sido realizados com a finalidade de buscar tratamentos alternativos.Um deles é baseado no mecanismo denominado tolerância oral que é definido pela administração de antígenos por via oral. Acredita-se que a tolerância oral seja um mecanismo regulatório e protetor contra a hipersensibilidade causada por compostos não integralmente digeridos, mas absorvidos através do intestino. Este mecanismo é estabelecido por uma subpopulação de células T conhecidas como células T regulatórias (Tregs), atuando na modulação da resposta imune, como mediadores críticos da homeostease imunitária e da auto-tolerância. Esta revisão bibliográfica visa produzir conhecimentos que propiciarão uma visão alternativa no tratamento das doenças autoimunes bem como a compreensão da complexa resposta imune gastrointestinal.
Publicado
2015-09-22
Secção
Artigos