Infiltração Esteatósica Hepática: Padrões de Distribuição e Diagnósticos Diferenciais

  • Pedro Lopes Hospital de Santarém
  • Inês Martins Hospital de Santarém
  • Alexandre Carneiro Centro Hospitalar de São João
  • Isabel Sapeira Centro Hospitalar de São João
  • Ana Sofia Preto Centro Hospitalar de São João

Resumo

Esteatose hepática é um achado comum em estudos abdominais e é geralmente um diagnóstico simples, no entanto, pode levantar alguns problemas quando não se apresenta nos padrões habituais.

O fígado esteatósico apresenta-se ecograficamente com aumento da ecogenicidade do parênquima atenuando a penetração do feixe ultrassónico. Na tomografia computorizada sem contraste, o fígado esteatósico apresenta valores de densidade inferiores a 40 UH. Técnicas de supressão da gordura e gradiente eco com desvio químico (chemical-shift) em fase e oposição de fase são utilizadas na Ressonância Magnética para diagnóstico de gordura macroscópica e microscópica intracelular respectivamente.

Padrões de distribuição menos comuns, nomeadamente lobar, segmentar, focal ou nodular não devem ser confundidos com outras patologias.

A gordura pode também fazer parte de outras lesões focais nomeadamente Adenoma Hepático, Carcinoma Hepatocelular, Hiperplasia Nodular Focal, Angiomiolipoma, Lipoma e Metástases, entre outras.

O conhecimento dos fatores de risco, patofisiologia e epidemiologia da esteatose hepática é importante para ajudar a reconhecer assituações menos comuns.

Estar familiarizado com os itens abordados irá permitir diminuir erros diagnósticos e evitar estratégias diagnósticas invasivas não necessárias.

Biografias do Autor

Pedro Lopes, Hospital de Santarém

Serviço de Imagiologia

Inês Martins, Hospital de Santarém

Serviço de Imagiologia

Alexandre Carneiro, Centro Hospitalar de São João
Serviço de Radiologia
Isabel Sapeira, Centro Hospitalar de São João
Serviço de Radiologia
Ana Sofia Preto, Centro Hospitalar de São João
Serviço de Radiologia

Referências

- Hamer OW, Aguirre DA, Casola G; et al; Fatty Liver: Imaging Patterns and Pitfalls; Radiographics, November-december 2006 26 (6).

- Prasad RS, Wang H, Rosas H; Fat-containing Lesions of the Liver :

Radiologic- Pathologic Correlation; Radiographics, march-april 2005 25 (2).

- Basaran C, Karcaaltincaba M, Akata D, Karabulut N, Akincil D,

Ozmen M, et al; Fat-Containing Lesions of the Liver: Cross-Sectional Imaging Findings with Emphasis on MRI; AJR, April 2005 184:1103-1110.

- Rumack, Carol M; Wilson, S; Charboneau, W; Diagnostic Ultrasound, 4th edition; Elsevier Mosby; 2011

- Qayyum A, Goh JS, Kakar S, Yeh BM, Merriman RB, Coakley FV;

Accuracy of Liver Fat Quantification at MR Imaging: Comparison of Out-of-Phase Gradient-Echo and Fat-saturated Fast Spin-Echo Techniques—Initial Experience; Radiology November 2005 507-511

- Kemper J, Jung G, Poll LW, Jonkmanns C, Lüthen R, Moedder U;

CT and MRI findings of multifocal hepatic steatosis mimicking malignancy.; Abdom Imaging. 2002 27(6):708-10.

Publicado
2014-04-30
Secção
Artigos Revisão