Perfuração da Vesícula Biliar – Rolling Stones

  • Miguel Figueiredo Nogueira

Resumo

É apresentado o caso de uma mulher de 93 anos diagnosticada com colecistite aguda perfurada. No radiograma abdominal simples, observavam-se dois cálculos vesiculares em topografia pélvica, “caídos” da vesícula para o fundo de saco de Douglas, mimetizando leiomiomas uterinos calcificados. A condição descrita é rara e, caso não seja corretamente diagnosticada, pode condicionar complicações como abcessos, aderências intestinais, infertilidade ou dispareunia. É realizada uma breve revisão da literatura.

Referências

Derici H, Kara C, Bozdag AD, Nazli O, Tansug T, Akca E. Diagnosis and treatment of gallbladder perforation. World Journal of Gastroenterology : WJG. 2006;12(48):7832-6.

Khan SA, Gulfam, Anwer AW, Arshad Z, Hameed K, Shoaib M. Gallbladder perforation: a rare complication of acute cholecystitis. JPMA The Journal of the Pakistan Medical Association. 2010;60(3):228-9.

Virupaksha S. Consequences of Spilt Gallstones During Laparoscopic Cholecystectomy. The Indian Journal of Surgery. 2014;76(2):95-9.

Makanjuola D, Murshid K, al Rashid R, al Damegh S, Fathuddin S. Peritoneal lithiasis and cliptomas following laparoscopic cholecystectomy. Eur J Radiol. 1996;23(2):121-5.

Targarona EM, Balague C, Cifuentes A, Martinez J, Trias M. The spilled stone. A potential danger after laparoscopic cholecystectomy. Surgical endoscopy. 1995;9(7):768-73.

Publicado
2018-09-11
Secção
Imagens de Interesse