Miopatia de Bethlem e a Importância da Ressonância Magnética de Corpo Inteiro na Avaliação de Miopatias

  • António Proença Caetano Centro hospitalar Universitário Lisboa Central
  • Pedro Alves Centro hospitalar Universitário Lisboa Central

Resumo

A miopatia de Bethlem é uma distrofia muscular congénita associada a alterações da proteína de colagénio VI, que cursa com contracturas e fraqueza muscular progressiva. Os achados clínicos e histopatológicos podem ser semelhantes a outras doenças miopáticas e são necessários meios complementares para estabelecer o diagnóstico definitivo. Recentemente, a ressonância magnética tem revelado um papel crescente no diagnóstico e seguimento desta doenças e, a respeito das colageniopatias, podem estar presentes alterações distróficas características.

Reportamos um caso de miopatia de Bethlem onde descrevemos os principais achados radiológicos característicos desta doença e salientamos o papel promissor da ressonância magnética na avaliação de miopatias.

Publicado
2019-09-11
Secção
Casos Clínicos