Esplenose intra-hepática simulando Hepatocarcinoma Multifocal num doente com Hepatite Crónica

  • Adriana Moreira CHSJ
  • Pedro Canão
  • Adriana Sá Pinto
  • Rui Cunha

Resumo

A esplenose intra-hepática é um autotransplante heterotópico de tecido esplénico no fígado.
Os autores apresentam o caso de um homem de 48 anos com doença hepática crónica que apresentou dois nódulos hepáticos em exames de rotina. As características dos nódulos em RM levaram os autores a levantar a hipótese de esplenose intra-hepática (EIH) mas um hepatocarcinoma não podia ser excluído. Os resultados da cíntigrafia com Tc-99m-DRBC não favoreceram a hipótese de EIH e o paciente foi submetido a cirurgia para resseção dos nódulos. A histologia confirmou o diagnóstico de EIH.
Este caso demonstra a importância de considerar a EIH no diagnóstico diferencial de nódulos hepáticos.

Publicado
2019-05-03
Secção
Casos Clínicos