“Dos fracos não reza a história”. Os Heróis do Mar e a invenção do nacionalismo pop

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31447/AS00032573.2019231.02

Palavras-chave:

nacionalismo, história, Descobrimentos, música moderna

Resumo

Precursora na difusão de estilos pop híbridos tributários das principais correntes internacionais, a banda Heróis do Mar instituiu novas práticas performativas e discursivas, empreendendo uma revisitação do período dos Descobrimentos, que exaltava tanto o espírito de cruzada, quanto o universalismo português. Admitindo que a cultura audiovisual passou a ser o eixo gravitacional da vida cultural portuguesa nos anos 80, e que os Descobrimentos portugueses encontraram na música pop um novo meio de transmissão, neste artigo pretende-se analisar a emergência do nacionalismo pop através dos rituais performativos dos Heróis do Mar, uma banda que desenvolveu uma relação peculiar entre música pop, nação e usos da História, e se tornou num dos principais impulsionadores da imaginação nacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-01-24

Edição

Secção

Artigos