Identidades de diáspora, cosmopolitismo e a promessa da cidadania: a lusofonia a partir das vozes de músicos das diásporas africanas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31447/AS00032573.2022242.03

Palavras-chave:

lusofonia, música, diáspora, cidadania

Resumo

Enquanto categoria política criada na segunda metade da década de 90 do século xx para denotar as relações entre Portugal e as nações ligadas à sua história colonial, a lusofonia mobilizou centralmente a música popular para se imaginar enquanto comunidade. O presente artigo questiona, em contraponto, como músicos africanos ou descendendo de diásporas africanas em Portugal habitam esta categoria. Interpreta discursos e práticas musicais na sua relação com ideias de lusofonia e de música lusófona. Defende que os músicos se apropriam do conceito de acordo com trajetórias coloniais, pós- coloniais e de diáspora diferenciadas; e que estas apropriações ou interpretações agregam projetos mais alargados de identidade, de cidadania e de ética cosmopolita.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-06-29

Edição

Secção

Artigos